Skip to content

Autoestima

“Amor-próprio”, “faz bem ao ego”, “se gostar”, “gostar primeiro de si para poder amar o outro”, etc., são termos mencionados pelas pessoas usualmente para designar a ideia difundida no imaginário coletivo acerca da necessidade da autoestima.

Por outro lado, sentimentos de tristeza, depressão, incapacidade, vazio, impotência, insegurança, mobilizam e impulsionam as pessoas a buscar fórmulas prontas, soluções rápidas e, muitas das vezes, medicamentos ou livros de autoajuda.

Trata-se aqui de esclarecer o quanto é complexa essa rede de significações, o quanto sua origem é primitiva e o quanto está ligada a aspectos inconscientes relacionados a fases originárias do desenvolvimento.

Quando se fala em narcisismo, no senso comum, a palavra é associada automaticamente a uma idéia de vaidade excessiva, amor exagerado a si mesmo.

Porém, clinicamente, o conceito de narcisismo se refere a uma etapa do desenvolvimento libidinal, onde a libido está voltada para o próprio ego em formação.

O que quer dizer isso? Que nesse começo, o narcisismo designa estruturalmente o surgimento de um sujeito, e não se trata de uma defesa, mas de uma etapa fundamental no desenvolvimento.

É … Leia mais

Read more
Sidebar